Você sabe o que é o reumatismo? Entenda!

Tempo de leitura 6 min

Você já ouviu falar de reumatismo? Com certeza já deve ter ouvido algum conhecido comentar sobre esse problema. Mas o que muitas pessoas não sabem é que reumatismo não é uma enfermidade em si, e sim um conjunto de distúrbios que podem afetar diversas partes do corpo.

Outro erro comum é pensar que o reumatismo só atinge pessoas idosas. Pensando nisso, criamos este post para explicar um pouco sobre o que é reumatismo, quem pode desenvolvê-lo e seus tratamentos. Confira!

O que é reumatismo?

É o nome designado a um conjunto de mais de 200 doenças que atingem os ossos, articulações e músculos; doenças reumáticas também afetam o sangue, coração e os rins. Dentre as principais enfermidades estão: artrose, lombalgia, artrite, dor nas costas e febre reumática. 

As disfunções que se encontram dentro do grupo denominado de reumatismo tem origem não traumática e causam dores crônicas. É comum que essas enfermidades sejam associadas a pessoas mais velhas, mas elas podem afetar pessoas de todas as idades.

Quais as causas? 

Como mencionado acima, as doenças do tipo reumatismo têm origem não traumática, ou seja, não surgiram através de acidente ou trauma físico. A maioria delas tem origem quando há uma falha no sistema imunológico e ele ataca o próprio organismo, ou então quando há desgaste dos tecidos ou órgãos, podendo inclusive ser hereditário.

Nos casos das doenças que atingem as articulações, ossos e musculatura, o que há são desgastes e inflamações que costumam ocorrer com o tempo. Já o reumatismo que afeta o coração, os rins e o sangue são provocados por doenças autoimunes.

Quais as doenças caracterizadas dentro desse conceito?

Existem mais de 200 disfunções que se encontram dentro da categoria reumatismo, sendo algumas delas autoimunes. Abaixo listamos as mais recorrentes:

Quais as pessoas mais afetadas? 

Como comentamos acima, um mito é que apenas pessoas mais velhas ou idosas são atingidas pelas doenças do reumatismo. Essas enfermidades são mais comuns e mais prováveis de serem desenvolvidas com o passar dos anos e durante o envelhecimento, mas indivíduos de qualquer idade podem ter as disfunções. 

O reumatismo que afeta os ossos, músculos e articulações costumam se desenvolver por conta do desgaste causado com os anos, e por isso está mais presente na população da terceira idade. Mas atletas e pessoas que praticam esportes de alta intensidade também podem ser afetadas, independente da idade e do sexo.

Quais os sintomas mais comuns? 

Mesmo que as doenças caracterizadas como reumatismo tenham causas, origens, locais do corpo e tratamentos diferentes, os sintomas costumam ser praticamente os mesmos. A seguir apresentamos os mais comuns:

  • dor intensa nas juntas (articulações);
  • rigidez nas articulações inflamadas;
  • dor no membro;
  • dificuldade em realizar movimentos;
  • falta de força muscular;
  • aumento da temperatura na região inflamada;
  • inchaço;
  • fadiga;
  • falta de apetite;
  • febre.

Como a maioria das doenças é crônica, é importante entender que os sintomas só costumam aparecer quando a enfermidade está ativa. Eles podem surgir a qualquer momento do dia, mas são mais comuns ao acordar e tendem a melhorar de acordo com o calor gerado por movimentos.

Quais os principais tipos de tratamentos para o reumatismo? 

Assim como as causas e sintomas, cada doença caracterizada como reumatismo tem seu tratamento distinto. Para que seja desenvolvido, primeiro é necessário um diagnóstico por parte de um reumatologista. Isso acontece após uma consulta ao médico e através da realização de alguns exames que podem ser solicitados. Abaixo explicamos um pouco sobre alguns dos tratamentos que podem ser prescritos.

Medicamentos

Um dos principais tratamentos para todas as doenças que englobam o reumatismo é o uso de medicamentos. Dentre eles podem estar anti-inflamatórios, cortisona, imunossupressores e outros remédios analgésicos. Eles são usados especialmente para diminuir as inflamações e as dores causadas pelas disfunções. 

Os casos em que a enfermidade é descoberta nos estágios iniciais costumam ser controlados com medicamentos com facilidade. Porém, em distúrbios mais graves, pode ser necessária a adição de fármacos mais potentes, como agente biológicos combinados com outros tipos de tratamentos.  

Fisioterapia

A fisioterapia é uma grande aliada para quem sofre com reumatismo. Como grande parte das doenças afetam os ossos, articulações e músculos, é comum que os pacientes tenham dificuldades para lidar com a dor e movimentar o membro afetado. 

Com esse tratamento o indivíduo aprende exercícios e atividades que ajudem a melhorar a flexibilidade e a mobilidade das articulações, tornando mais fácil a execução de atividades corriqueiras do dia a dia. O ideal é que os exercícios sejam realizados durante as sessões, mas também ao longo do dia, especialmente de manhã.

Acupuntura

A acupuntura é uma ótima opção de tratamento para quem sofre com as dores do reumatismo. Isso porque ela trabalha  no sentido de restaurar a energia corporal, havendo uma diminuição da inflamação e o relaxamento dos músculos tensos. Essa técnica pode auxiliar na diminuição da ingestão de medicamentos e frequência de fisioterapia.

Mudanças na alimentação 

Mudar a alimentação é outro ponto que pode ajudar no tratamento de doenças associadas ao reumatismo. Para isso, alguns passos são necessários, como ter uma alimentação balanceada, estar dentro do peso ideal e ingerir alimentos que combatem naturalmente inflamações. Dentre eles estão atum, sardinha, óleo de semente de perila e salmão, que são ricos em ômega 3.

Outra indicação são substâncias que tenham cálcio e vitamina D e ajudem a fortalecer os ossos. Por isso, deve-se apostar em leite e seus derivados, brócolis, soja, folhas escuras e feijão branco.

Cirurgias

Em casos mais avançados, quando os medicamentos e a fisioterapia não são suficientes, as cirurgias podem ser recomendadas. Nesses casos, são feitos os tratamentos citados por, pelo menos, seis meses; quando não os resultados esperados não aparecem, o tratamento mais agressivo é indicado. A cirurgia é feita através da raspagem da parte óssea danificada, ou em alguns casos, é feita a substituição completa do osso ou articulação.

Como são doenças crônicas, o reumatismo não tem cura, mas atualmente já existem tratamentos que auxiliam a elevar a qualidade de vida do paciente quando seguidos de maneira correta. É importante lembrar que cada diagnóstico é individual, e por isso é importante que seja feito um acompanhamento médico de um reumatologista.

E aí, o que achou do nosso conteúdo sobre o que é reumatismo? As informações foram úteis? Aproveite e compartilhe esse post nas redes sociais para que mais pessoas fiquem por dentro dessas informações.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up