Saúde do Homem

Saiba como se preparar para a primeira consulta ao cardiologista

dezembro 20, 2018
Tempo de leitura 6 min

Basta o clínico geral recomendar uma consulta com o cardiologista para que os pacientes entrem em desespero. Esse tipo de reação é muito comum, afinal, frequentar o cardiologista periodicamente mesmo sem haver a suspeita de algum problema no coração não faz parte da rotina de cuidados dos brasileiros — e, por isso, os pacientes sempre acham que estão muito mal de saúde quando são direcionados a um cardiologista.

A primeira consulta ao cardiologista sempre causa certo desespero. Os pacientes ficam apreensivos porque não sabem quais tipos de exames vão encontrar e, muitas vezes, tampouco sabem o que devem dizer ao médico durante a consulta.

Se você já está com a consulta com o cardiologista marcada mas deseja tirar algumas dúvidas antes de enfrentar o seu médico, então este texto vai ajudá-lo! Continue a leitura e saiba mais!

Quando procurar o cardiologista?

Você não precisa esperar a indicação do seu clínico geral para marcar uma consulta com o cardiologista, muito menos esperar que alguma doença apareça. Existem várias situações que sinalizam algum possível problema com o seu coração, por isso é preciso ficar atento a esses tipos de sinais como:

  • cansaço constante mesmo em momentos de repouso;
  • acordar com falta de ar durante a noite;
  • pés, pernas e tornozelos inchados ao final do dia;
  • falta de ar ao realizar pouco ou nenhum esforço;
  • dor no peito frequente ou em momentos específicos;
  • batimentos acelerados, irregulares ou palpitações;
  • pele pálida e desmaios frequentes.

Mesmo que você não tenha nenhum dos sintomas acima, é preciso ficar atento a outro fator importantíssimo: o histórico familiar. Se você tem casos próximos de pessoas com diabetes, hipertensão ou de morte súbita na família, então a consulta com o cardiologista torna-se necessária e indispensável.

E, por fim, mesmo as pessoas que não apresentem nenhum desses fatores de risco devem visitar o cardiologista. Os médicos recomendam que os homens façam exames cardiológicos a partir dos 45 anos e as mulheres aos 50. Caso o paciente apresente histórico familiar favorável ao surgimento de doenças do coração, a idade deve ser reduzida para 30 anos para os homens e 45 para as mulheres.

Pessoas que têm alguma doença diagnosticada (como diabetes e hipertensão) ou já tiveram algum problema de coração, por sua vez, devem ir ao cardiologista periodicamente.

Como se preparar para a consulta com o cardiologista?

Não há razão para medo: a consulta com o cardiologista é como qualquer outra. O médico faz uma série de perguntas e você deve responder todas com muita sinceridade para que o diagnóstico seja o mais preciso possível.

Vale lembrar que os médicos aconselham que os pacientes usem roupas que não dificultem a execução dos exames, portanto, use camisas de botão e de mangas largas quando for ao cardiologista.

Caso você sinta algum dos sintomas de risco que já citados, conte ao cardiologista imediatamente! Outros assuntos que não podem deixar de serem tratados durante a consulta são:

  • prática de atividades físicas pois muitos problemas cardiológicos estão ligados ao sedentarismo;
  • alimentação, o médico precisa saber se você costuma ingerir comidas muito gordurosas;
  • consumo de remédios, muitas pessoas precisam de remédio para hipertensão mas não tomam, ou estão tomando a dosagem errada;
  • histórico de doenças na família, para verificar quais são os riscos de você herdar alguma doença. 

Depois de coletar todas as informações necessárias, o cardiologista provavelmente vai submetê-lo a realizar alguns exames. Mas não se preocupe, não há nada de assustador. Todos os exames são simples, rápidos e muitas vezes são feitos dentro do consultório do cardiologista. Para que você fique mais tranquilo, entenda quais são os exames feitos:

Ecocardiograma

Nada mais é que uma ecografia do coração que coleta uma série de imagens das suas estruturas e seu movimento para que seja feita a análise do tamanho das cavidades, válvulas cardíacas e outras estruturas.

Eletrocardiograma

Exame em que se coloca alguns eléctrodos sobre o peito do paciente para que os batimentos do seu coração sejam registrados.

Teste ergométrico

Teste que detecta qualquer problema que o indivíduo possa ter quando está fazendo algum esforço físico. Para isso, o paciente precisa correr na esteira ou andar de bicicleta durante o exame.

Ressonância magnética

Trata-se do exame que obtém imagens de todo o tórax.

Além disso, lembre: todos os exames relevantes que você já tenha feito antes devem ser levados na consulta ao cardiologista para que ele possa entender melhor o seu caso. 

Quais são as doenças cardiovasculares mais comuns?

Infelizmente, o número de pessoas que sofrem de alguma doença cardiovascular do Brasil é muito alto, e por isso é tão importante que você procure o cardiologista. As doenças mais comuns entre os pacientes são:

Arritmia

É quando o coração bate de maneira irregular ou fora do comum. Por exemplo, quando o paciente costuma ter batimentos mais acelerados e eles caem abruptamente, ou o contrário.

Insuficiência cardíaca

Quando o coração tem dificuldade para bombear o sangue necessário para todo o corpo. Existem mais de 2 milhões de casos por ano no Brasil.

Infarto

Geralmente, ocorre porque um coágulo bloqueia o fluxo sanguíneo para o coração. A parte que fica sem sangue perde oxigênio e o tecido morre, causando o infarto. São registrados mais de 150 mil casos por ano no Brasil.

A maioria das pessoas só agendam uma consulta com o cardiologista quando já estão sofrendo com algum problema cardíaco. O ideal é que você fique atento aos sinais e marque a consulta com antecedência. Afinal, quanto mais cedo uma doença for diagnosticada, mais fácil ela será tratada. O maior medo dos cardiologistas, na verdade, é que o paciente deixe de fazer os exames corretamente e acabe sofrendo um infarto, o que não dá para prever quando vai acontecer. 

Agora que você já sabe tudo o que vai acontecer na sua primeira consulta ao cardiologista, não há mais motivos para temer esse médico que é tão importante na vida de todos. Nem pense em adiar ou cancelar a consulta, a sua saúde vem em primeiro lugar sempre!

Achou o texto interessante? Deseja saber mais sobre exames clínicos e consultas com especialistas? Então entre em contato conosco e conheça mais sobre o nosso trabalho!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up