Saúde da Mulher

Quais os cuidados com a pele depois dos 30?

março 8, 2019
Tempo de leitura 6 min

A pele é o maior órgão do corpo humano. Ela é nossa barreira contra micro-organismos e precisa de cuidados específicos para se manter saudável. Com as mudanças hormonais que ocorrem ao longo do tempo, precisamos de cuidados específicos.

Quem nunca ouviu que após os 30 anos, nosso corpo não é mais o mesmo? Na nossa pele não é diferente, há mudanças na elasticidade, hidratação e produção de colágeno, principalmente nas mulheres.

Listamos abaixo 7 cuidados simples com a pele que vão ajudá-la a manter o corpo todo saudável depois dos 30. Quer saber quais são? Continue lendo o post!

1. Tenha uma alimentação saudável

Quem nunca ouviu a frase “somos o que comemos”? A maneira como nutrimos o corpo tem impacto direto em nossa saúde. Por isso, é importante ter uma alimentação balanceada e saudável mesmo com a rotina acelerada.

O consumo de alimentos ricos em antioxidantes, vitamina C, A e minerais como selênio e zinco podem minimizar a produção de radicais livres, impactando diretamente na aparência da pele.

Algumas pessoas recorrem à suplementação de colágeno, pois a partir dos 30 anos, a produção natural cai e o corpo não é mais capaz de fornecer a quantidade necessária.

No entanto, isso  deve ser indicado por um dermatologista, que vai ser capaz de prescrever a dose diária e a melhor forma de consumir, em pó ou em cápsulas manipuladas.

2. Use creme específicos para regiões delicadas

A região dos olhos tem pele mais fina e delicada, por isso, ela está mais suscetível às rugas, olheiras e inchaço. Nem todo cosmético pode ser aplicado próximo aos olhos, pois podem irritá-los.

Dessa forma, tratamentos específicos são necessários para alcançar bons resultados. Sérum e cremes podem ser utilizados para clarear e hidratar essa área. Alguns já vem com aplicadores especiais que ajudam na absorção do produto.

Outras regiões que precisam de cuidados específicos são as mãos e pés, pois podem sofrer com ressecamento. Para as mãos, cremes com silicone podem ajudar a reter a hidratação natural da pele.

Já nos pés, fórmulas com ureia são comumente utilizadas já que essa área é naturalmente mais seca. A falta de cuidado pode ocasionar fissuras e calos, o que pode causar dor e ardência.

3. Evite bebida alcoólica e cigarro

Para alguns jovens é comum ir para festas, dormir mal, consumir bebidas alcoólicas e fumar. Porém, isso tem efeitos muito negativos na saúde em geral. Na pele, isso pode desencadear o aparecimento de olheiras e bolsas nos olhos.

Além disso, essas substâncias podem causar desidratação da pele, redução do fluxo sanguíneo e do fluxo de nutrientes. Seu uso prolongado pode levar ao desgaste da pele, ressecamento e aparecimento de manchas.

Em pessoas que têm rosácea, o consumo de álcool pode piorar as manchas vermelhas. Já o cigarro pode tornar mais frequente o aparecimento de doenças autoimunes como a psoríase e dermatite atópica.

4. Use protetor solar

O filtro solar é um poderoso aliado para a saúde da sua pele. Ele deve ser utilizado por todas as pessoas o mais cedo possível, pois, além de proteger o envelhecimento precoce, pode salvá-la do câncer de pele, o mais comum no Brasil.

O uso contínuo também auxilia na preservação do colágeno, deixando a pele com mais elasticidade e longe das rugas. Além disso, ajuda no controle da oleosidade da pele, principalmente no verão.

O fator de proteção solar (FPS) vai depender de vários fatores, como por exemplo, cor da pele e tempo de exposição diária.

Hoje em dia, o mercado está desenvolvendo cosméticos com FPS, porém, geralmente, eles não têm o mesmo poder de defesa dos protetores solares. Por isso, não devem ser utilizados como substitutos.

5. Faça esfoliação

A esfoliação tem como objetivo remover as células mortas da pele e deixá-la mais propícia a receber cremes de tratamento. Além disso, o processo estimula a renovação celular, reduzindo manchas e marcas.

Pode ser feita tanto mecanicamente, com açúcar e mel, por exemplo, como quimicamente, utilizando ácidos específicos.

No entanto, por ser um processo mais agressivo, não deve acontecer diariamente. A frequência vai depender do seu tipo de pele, por isso, consulte um dermatologista para ter o melhor encaminhamento.

6. Hidrate constantemente a pele

Nosso corpo é composto de cerca de 60% de água que é utilizada em várias funções vitais e também para nos manter hidratado. A hidratação da pele acontece, principalmente, de dentro para fora.

Dessa forma, é preciso beber bastante líquidos durante o dia  água, sucos e chás são aliados nesse caso. Nos dias quentes, o cuidado deve ser redobrado, já que suamos mais e, assim, perdemos mais líquido corporal.

Além disso, é preciso usar hidratantes no corpo e no rosto. Peles ressecadas são mais propensas ao envelhecimento e aparecimento de rugas. Algumas áreas necessitam de maior atenção como o rosto, pescoço e mãos por estarem mais expostos.

Você pode investir em produtos com ativos que potencializam a hidratação como ácido hialurônico, ureia ou lactato de amônio. Consulte um médico para saber o produto mais adequado.

7. Experimente algum tratamento estético

Além de todos os cuidados já citados, a utilização de alguns tratamentos estéticos pode ser interessante. Alguns estimulam a produção de colágeno, como o laser infravermelho. Outros são aliados no clareamento de manchas e cicatrizes.

A toxina botulínica pode ser usada para atenuar linhas de expressão nos olhos e ao redor da boca, o famoso bigode chinês. Lembre-se de procurar um profissional sério, que faça a aplicação com segurança.

Apesar de serem procedimentos simples, a aplicação dessas técnicas podem ter efeitos adversos que devem ser avaliados por um médico capacitado.

Agora que você já sabe quais os cuidados com a pele depois dos 30, esperamos que você possa colocá-los em prática e ter uma pele radiante. Lembre-se de consultar um dermatologista antes de sair utilizando produtos na pele.

Eles são os profissionais capazes de fazer as melhores indicações, dar um acompanhamento e tomarem providências caso haja reações adversas como coceiras e irritação. Esses sintomas podem indicar problemas como dermatites.

A dermatite pode acontecer por diversas causas e tem vários tipos. Quer saber mais sobre esse assunto? Veja nosso post!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up