Como o benchmarking pode ajudar na tomada de decisões da minha clínica?

Tempo de leitura 6 min

A grama do vizinho parece sempre mais verde. Você concorda com essa afirmação? Independentemente de sua resposta, convenhamos que é impossível deixar de “bisbilhotar” as ações dos nossos concorrentes, não é verdade? No mundo dos negócios, chamamos isso de benchmarking. Aliás, você sabe o que é benchmarking?

De origem inglesa, a palavra é uma variação de benchmark, que significa referência. Trata-se de uma análise estratégica profunda acerca das melhores práticas adotadas pelas empresas que atuam em um mesmo ramo. Logo, permite avaliar os processos, produtos e serviços e compará-los com os seus.

Ainda, dados coletados durante um processo de pesquisa são analisados, interpretados, avaliados e aferidos. Assim, é possível traduzi-los e utilizá-los a favor da sua clínica. O objetivo é aprimorar os resultados a partir de um planejamento e da execução de ações baseadas nos indicadores perseguidos pela empresa.

Neste artigo, vamos explicar a importância do benchmarking para a sua clínica, qual o passo a passo para realizá-lo e como ele ajuda na tomada de decisões. Ainda, descubra quais erros devem ser evitados e que ferramentas utilizar no processo. Veja!

Qual a importância do benchmarking para a sua clínica?

Comparar os processos e os serviços da concorrência com os seus é uma maneira de aprimorar o negócio. Claro que nem todos os exemplos seguidos por outras empresas são válidos em vários contextos. Porém, determinadas iniciativas podem gerar insights que contribuirão com o sucesso e a expansão de sua clínica.

Sendo assim, você deve investir no benchmarking para:

  • descobrir práticas bem-sucedidas de empresas com conhecimento profundo em certo assunto;
  • identificar tendências e se diferenciar no mercado;
  • auditar a abordagem da empresa e saber quais áreas precisam de melhorias e mudanças;
  • ter condições de investir em recursos e serviços promissores;
  • contar com referências de empresas que operam no mesmo segmento que o seu;
  • elaborar um plano, a fim de desenvolver habilidades e estratégias que permitam a expansão dos negócios.

Qual o passo a passo para realizar o benchmarking?

Agora que você compreendeu o que é benchmarking e a importância dele para a sua clínica, veja como realizá-lo!

Monitore de um a três concorrentes

Monitorar as práticas de até três concorrentes é o suficiente para obter as informações de que necessita e fazer comparações. Além disso, é possível também pode selecionar empresas de outros ramos para ter inspirações que não alcançaria ao analisar apenas os segmentos de sua área de atuação.

Defina os indicadores de análise

Depois de escolher as empresas, estabeleça quais indicadores de análise serão comparados. Em outras palavras, identifique o que você deseja saber sobre uma clínica para, posteriormente, avaliar como os concorrentes lidam com essas mesmas questões. Para tanto, considere os aspectos qualitativos e os quantitativos.

Colha dados para serem analisados

Existem ferramentas pagas e gratuitas, às quais você pode recorrer para reunir as informações que deseja. O Google Analytics é um exemplo de recurso grátis. Aliás, trata-se de uma opção completa, que auxilia muitas empresas na captação de dados e, por conseguinte, na obtenção de insights.

Compare e analise os dados obtidos

Com as informações em mãos, é a hora de analisar, interpretar, avaliar e mensurar. Por fim, cabe a você comparar os resultados com os da concorrência para entender o quanto precisa caminhar para obter uma performance melhor. Lembre-se, porém, de que nem todos os dados coletados são importantes para o seu negócio.

Identifique os pontos fracos e fortes

Depois de todo esse processo, você terá condições de identificar quais são os seus pontos fortes e aqueles que precisam ser desenvolvidos. A recomendação é elaborar um relatório, com os aspectos considerados relevantes para o negócio — oportunidades, ameaças e estratégias — que devem ser implementados para melhorar o posicionamento da empresa, por exemplo.

Como o benchmarking ajuda na tomada de decisões estratégicas?

A melhor forma de tomar decisões acertadas em uma empresa é com o respaldo de dados confiáveis, bem analisados e interpretados, concorda? Logo, quando tais informações são comparadas com as de um concorrente do seu segmento, as chances de obter sucesso são ainda maiores.

É claro que, para isso acontecer, será preciso avaliar se você deseja, de fato, alcançar o mesmo indicador da concorrência. A pergunta que precisa ser feita é: por que eu quero chegar lá? Tendo clareza sobre o motivo e a importância de perseguir uma meta para o seu negócio, um plano estratégico poderá ser montado.

A depender dos seus objetivos, concretizá-los poderá ser mais ou menos complexo. Se o seu desejo é oferecer uma nova técnica aos seus clientes, por exemplo, será preciso investir nesse conhecimento ou fazer parceria com algum profissional que a domine. Caso entenda que a ação trará resultados positivos para a clínica, aposte nela.

Quais erros devem ser evitados ao fazer benchmarking?

Para evitar fazer benchmarking de forma equivocada, todo empreendedor precisa observar alguns aspectos determinantes. Veja quais são eles:

  • analise as ideias bem-sucedidas dos seus concorrentes, mas, antes de querer aplicá-las ao seu negócio, veja se elas convergem para o contexto ou o momento da empresa;
  • tenha cuidado com avaliações equivocadas. Nem tudo o que a concorrência faz é bom, por isso, faça uma análise crítica das ações realizadas. Elas podem funcionar em outra empresa, mas não na sua;
  • tome as devidas precauções para evitar o enfoque excessivo no concorrente. Lembre-se de preservar a sua identidade e o seu posicionamento no mercado em vez de apenas copiar o que os outros fazem;
  • selecione os dados que acredita serem os mais relevantes por trazerem resultados para a sua clínica. Mas jamais se distancie dos princípios do negócio na hora em que for adaptar alguma iniciativa.

Quais ferramentas posso utilizar nesse processo?

A coleta e o monitoramento de dados podem ocorrer por meio de ferramentas que auxiliam bastante no processo de benchmarking:

  • SimilarWeb: possibilita a coleta de informações completas e amplas, como o tráfego da origem dos acessos e de onde surgem os cliques;
  • SEMrush: permite compreender os investimentos em pesquisas e anúncios pagos feitos pelo concorrente. Ainda, possibilita o acesso ao uso de palavras-chave e landing pages de demais sites;
  • Klout: é utilizado, por exemplo, para identificar sobre quais assuntos os seus concorrentes são mais influentes nas mídias sociais.

Entendeu o que é benchmarking e como ele pode ser útil para a sua clínica? Então, que tal começar a monitorar as práticas dos seus concorrentes? Se bem analisadas e interpretadas, elas são capazes de gerar insights para o seu negócio prosperar. Logo, não deixe que as ações bem-sucedidas de outras empresas passem despercebidas, combinado?

Se você se interessou pelo tema abordado no post, saiba que outros conteúdos postados nesse espaço também podem ser bastante proveitosos. Para recebê-los em primeira mão, assine a newsletter já!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up