5 mitos e verdades sobre o Coronavírus

Tempo de leitura 7 min

Você provavelmente tem acompanhado o noticiário e sabe que o número de infectados pelo novo coronavírus sobe a cada dia — no Brasil, já beira aos sete mil até o momento. Logo, adotar medidas que evitem o contágio e a proliferação da doença é fundamental. Além disso, é preciso ficar de olho nos mitos e verdades sobre coronavírus.

Existe medicamento ou vacina para combater a Covid-19? Apenas o álcool em gel mata o vírus? Máscara feita em casa é eficaz para proteger contra a infecção? Cuidado! Muito do que tem sido disseminado na internet a respeito do assunto não passa de fake news. Você é capaz de identificar o que é fato e o que é invenção?

Neste artigo, vou esclarecer o que é a Covid-19, quais são as formas de prevenção e os 5 mitos e verdades sobre a doença. Veja!

O que é coronavírus, novo coronavírus e Covid-19?

O coronavírus é uma família de vírus que provoca infecções respiratórias. Em geral, ele causa doenças leves a moderadas, mas alguns tipos são considerados graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), descobertas em 2002 e 2012, respectivamente.

Por sua vez, o novo coronavírus é como chamamos as infecções provocadas pelo vírus da mesma família identificada em dezembro de 2019 na China, o qual disseminou-se pelo mundo rapidamente. Ele foi batizado de Covid-19. Por seu alto potencial de contágio, é fundamental adotar medidas preventivas.

Como prevenir-se contra o novo coronavírus?

A higiene é a melhor forma de prevenção contra o novo coronavírus. Afinal de contas, a porta de entrada desse vírus é por meio da boca, do nariz e até mesmo dos olhos. A transmissão pode acontecer pelo ar, mas também pelo toque das mãos contaminadas no rosto. Logo, é preciso redobrar os cuidados.

Se precisar sair de casa, o uso de máscaras também é recomendado, já que gotículas com o vírus presentes no ar podem atingir as nossas mucosas. Mas vale lembrar que o item só será eficaz se utilizado de forma adequada e cuidadosa. As mãos não devem ser levadas ao material. Além disso, aproximadamente de duas em duas horas, é preciso trocá-lo, pois o vírus pode se instalar nele e infectar quem o utiliza.

Quais as outras formas de prevenção?

A higiene deve ser tanto pessoal como se estender ao ambiente que utilizamos e até mesmo aos alimentos que consumimos. Ao chegarmos em casa depois de irmos ao supermercado, por exemplo, o ideal é deixar os calçados na porta. Em seguida, as mãos precisam ser lavadas de imediato. Veja, com detalhes, algumas recomendações para se proteger da Covid-19!

Higienização das mãos

A higienização das mãos dura por volta de 40 segundos e deve ser feita conforme recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para tanto, utilize água e sabão em quantidade suficiente. Lave as palmas e os dorsos, bem como os espaços entre os dedos.

Depois, faça uma espécie de “conchinha” para esfregar a parte de baixo das unhas. Não se esqueça, ainda, do polegar e, por fim, dos punhos. O enxágue deve ser feito preferencialmente das pontas dos dedos para baixo, em água corrente. Se possível, feche a torneira com o cotovelo ou use uma toalha de papel, mesmo material indicado para secar as mãos.

Lavagem dos alimentos

Tudo o que vier de fora para dentro de casa precisa ser higienizado, inclusive os alimentos (algo que já é feito comumente). As embalagens podem ser lavadas com água e sabão — você pode utilizar uma bucha para esfregá-las. Seque-as com papel toalha e guarde-as em seus respectivos lugares.

Quanto às frutas e verduras, lave-as normalmente em água corrente. Antes de consumir as folhagens, você pode deixá-las descansar em uma vasilha com água e vinagre ou, até mesmo, cloro. Essa prática evita a contaminação não só pelo novo coronavírus, mas por outros tipos de microrganismos.

Limpeza dos ambientes

O novo coronavírus é capaz de sobreviver a determinadas superfícies por até três dias, como é o caso do plástico e do aço. No papelão, ele dura até 24 horas, já no cobre, quatro horas e em poeiras, 1,1 hora. Essas informações são fruto de um estudo publicado na revista científica New England Journal of Medicine.

Portanto, é preciso manter o ambiente higienizado. Isso deve ser feito de imediato na superfície sobre a qual você deixou aquela sacola vinda do supermercado, por exemplo. Os produtos capazes de matar o coronavírus são os desinfetantes, como água sanitária, álcool 70% e, até mesmo, água e sabão. Outra recomendação é manter os espaços bem ventilados.

Quais são alguns dos principais mitos e verdades sobre coronavírus?

Mitos e verdades sobre coronavírus estão sendo disseminados pela internet. Portanto, é preciso identificar o que é fato e o que é fake para se proteger. Listamos, a seguir, algumas informações propagadas. Veja!

1. Há medicamentos contra o novo coronavírus

Mito. Aliás, ainda inexiste um tratamento específico contra o novo coronavírus. Portanto, os pacientes são medicados de acordo com os sintomas apresentados, a fim de aliviá-los. Os médicos têm prescrito antitérmicos e analgésicos para amenizar a dor e a febre.

Corticoides, aspirina e ibuprofeno não devem ser usados. Aliás, antibióticos não são eficazes contra a Covid-19. O recomendado é fazer repouso e beber bastante água. Cientistas de diversos países estão pesquisando uma vacina para combater o vírus. Os norte-americanos já iniciaram o primeiro teste.

2. Máscaras feitas em casa protegem contra a infecção

Depende. As máscaras cirúrgicas são equipamentos confeccionados de acordo com as normas vigentes. Portanto, passam por testes que comprovam o seu nível de segurança antes de serem fornecidas ao mercado. Já o produto feito em casa só vai oferecer alguma proteção se for confeccionado de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde. Além disso, é preciso utilizá-lo de maneira adequada. Do contrário, mesmo que seja certificado, sua eficácia será comprometida.

3. O álcool em gel mata o vírus

Verdade. O produto é capaz de romper a cápsula de gordura protetora do vírus e matá-lo. Porém, é preciso utilizar o álcool 70%.

4. Álcool em gel feito em casa protege contra o coronavírus

Mito. O álcool em gel comprado em estabelecimentos comerciais cumpre normas específicas de formulação, conforme determina a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sendo assim, a produção caseira não garante proteção alguma.

5. Apenas o álcool em gel mata o vírus

Mito. Como já dissemos, outros produtos de limpeza são capazes de eliminar o novo coronavírus. A própria combinação de água e sabão ou desinfetantes como água sanitária são soluções eficazes de higienização. Portanto, se você estiver em casa, não há a necessidade de utilizar álcool em gel para lavar as mãos, por exemplo.

Agora você já sabe quais são os principais mitos e verdades sobre coronavírus. É importante acompanhar fontes confiáveis — órgãos como a OMS, por exemplo — para ter acesso a informações corretas. Além disso, o isolamento social é uma prática comprovadamente eficaz para evitar o contágio e combater a propagação do vírus. Por isso, se puder, fique em casa.

Este artigo foi relevante? Se sim, curta a nossa página no Facebook agora mesmo e acompanhe as nossas novidades sobre saúde por lá!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up