Geriatria e Gerontologia: entenda o que são e quais as diferenças entre elas

Tempo de leitura 3 min

Geriatria e gerontologia, você já deve ter ouvido falar nesses termos. Mas sabe dizer qual a finalidade deles? Ambos os ramos se ocupam da pessoa idosa, no entanto, cada um tem enfoque particular. Logo, entender a diferença é importante na procura pelo profissional adequado ao necessitar de assistência.

É fundamental lembrar que a idade propicia o aparecimento de algumas doenças, as quais precisam ser prevenidas ou tratadas de maneira apropriada. Da mesma forma, o vigor físico e o comportamento também passam por mudanças, por isso, medidas devem ser adotadas para garantir a saúde e a qualidade de vida no período do envelhecimento.

Neste post, vou explicar o que é geriatria e gerontologia, quem pode atuar nessas áreas e qual a função dos profissionais que se dedicam a esses ramos. Entenda!

Gerontologia

A gerontologia ocupa-se não apenas da saúde física dos idosos. Ela é mais abrangente, logo, envolve também aspectos psicológicos, sociais, entre outros. Esse campo do conhecimento se concentra no estudo e na abordagem do processo do envelhecimento, levando em conta a realidade do idoso e o ambiente no qual ele está inserido.

Quem pode ser gerontologista

A gerontologia admite profissionais com formação na área ou em outros ramos do conhecimento, como medicina, assistência social, psicologia, nutrição, fonoaudiologia, arquitetura, direito, entre outras. Um arquiteto, por exemplo, pode atuar de forma a desenvolver projetos adequados à realidade do idoso, prevenindo acidentes.

O que faz o profissional

O gerontologista atua com enfoque em cuidados paliativos, bem como na reabilitação, na prevenção e na ambientação das pessoas que estão na terceira idade. Sendo assim, o papel desse profissional é antecipar problemas e prestar orientações aos idosos, a fim de promover o bem-estar e uma melhor qualidade de vida.

Geriatria

A geriatria é uma área da medicina que está associada à gerontologia. Seu objetivo é promover a saúde dos idosos por meio da prevenção e do tratamento de doenças que atingem a população na terceira idade. Ela trata também da reabilitação funcional e dos cuidados paliativos. Assim, é possível garantir uma vida melhor durante o processo de envelhecimento.

Quem pode ser geriatra

Esse profissional, obrigatoriamente, deve ter formação em Medicina. Trata-se de um clínico geral com especialização em doenças da terceira idade. Para obter o título de geriatra, é preciso ser aprovado em concurso pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG/AMB) e ser credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica.

O que faz o profissional

O geriatra avalia os aspectos biológicos e psicossociais dos pacientes. Ele realiza o diagnóstico e o tratamento, bem como a prevenção de doenças como a osteoporose, o diabetes, a hipertensão arterial, as demências, a incontinência urinária, a imobilidade resultante de enfermidades e a propensão a tonturas e quedas.

E então, entendeu a diferença entre geriatria e gerontologia? Ambos são importantes para promover o bem-estar e a qualidade de vida dos idosos. Porém, como vimos, cada campo do conhecimento trata de situações específicas: o primeiro tem enfoque na prevenção e no tratamento de doenças, já o segundo é mais amplo e envolve qualquer aspecto relacionado ao envelhecimento.

Este post ajudou a esclarecer suas dúvidas? Faça com que outras pessoas também compreendam a finalidade da geriatria e da gerontologia. Compartilhe-o, agora mesmo, em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up