Existe tratamento para tendinite? Saiba tudo o que precisa neste guia!

Tempo de leitura 6 min

É provável que você já tenha escutado sobre a tendinite ou, até mesmo, sido diagnosticado com essa enfermidade, principalmente se você tem o costume de realizar movimentos repetitivos no trabalho, nos esportes ou em casa. 

Para entendermos o que é a tendinite, precisamos saber, primeiramente, o que é um tendão. Essa parte do nosso corpo é uma estrutura que se compõe de fibras resistentes, colágeno, tecido conjuntivo e ligamentos que unem o músculo ao osso. Eles são responsáveis por prender fixamente toda a estrutura de ossos localizados em regiões dobráveis.

O sufixo “ite” tem como referência a presença de inflamação em qualquer estrutura do corpo, sendo a tendinite uma inflamação no tendão, que causa dor, edemas e inchaços, ocorrendo em qualquer região do corpo, principalmente no punho, joelho, cotovelo, ombro e tornozelo.

Explicado o que é a tendinite e quais são os impactos ela causa no corpo, elaboramos um guia sobre a tendinite, com as informações mais importantes sobre o problema. Detalharemos, então, em tópicos, os seus sintomas, o diagnóstico, as causas e o tratamento. Por fim, mostraremos a importância da consulta com o profissional adequado para o tratamento para tendinite. Continue lendo para saber mais!

Sintomas da tendinite

Os sintomas associados à inflamação dos tendões podem ser bastante incômodos, mas de fácil reconhecimento. 

Dores

A região afetada pela inflamação fica dolorida e, principalmente quando é realizado algum movimento, essa dor costuma alastrar-se para o membro em questão afetado.

Inchaço 

A tendinite causa um leve inchaço, contudo, se ele for maior, pode ser que tenha ocorrido algum dano nas estruturas musculares da região do membro.

Vermelhidão

Assim como o inchaço, a vermelhidão também pode ser leve. Esse sintoma é comum e pode deixar a área afetada quente e avermelhada. Se for muito forte, o cuidado médico deverá ser imediato.

Calor

Como reação imunitária, a inflamação é acompanhada por calor no tecido que foi afetado. Pois isso, ajuda a eliminar as bactérias que não sobrevivem em temperaturas elevadas.

Movimento dificultado

Pode-se considerar um dos principais sintomas, visto que o tendão é responsável pelo movimento enquanto estrutura. Quando ele inflama, essa função tende a ter dificuldade ou impossibilidade de ser cumprida. Por isso, quando se está com tendinite em alguma parte do corpo, existe a dificuldade em levantar o membro, bem como sentir fraqueza na região.

Causas da tendinite

Causadas por inúmeras situações, a tendinite pode apresentar-se por esforço repetitivo ou exagerado, posturas inadequadas, infecções, traumas que afetam a estrutura dos tendões.

A seguir, explicaremos algumas das principais causas da tendinite citadas anteriormente.

Esforço repetitivo ou exagerado

Uma das principais causas da tendinite é o esforço repetitivo, uma vez que forçar os tendões repetitivamente por meses pode causar danos e levar à inflamação. O esforço repetitivo pode levar à LER, associada a trabalho em que o uso do computador é frequente, pois os tendões — dos dedos e pulsos, principalmente — são afetados pela posição e movimento repetidos.

O esforço exagerado também causa a inflamação do tendão. Para que isso não aconteça, é necessário cuidado ao correr, saltar, levantar pesos, pois esses exercícios podem causar problemas caso forcem os tendões.

Postura inadequada

Algumas más posturas forçam os tendões das costas, pois qualquer posição que não seja natural do corpo pode causar tendinite.

Infecções

Podem causar inflamações mais intensas, como infecções causadas por bactérias. Dependendo da resistência delas, a inflamação pode ser forte, causando muitos problemas.

Traumas

Os impactos podem machucar os ossos, músculos e as inflamações nos tendões. Entretanto, durante a recuperação, as inflamações tendem a se desenvolver.

Diagnóstico da tendinite

O diagnóstico é feito por um clínico geral, ortopedista ou fisioterapeuta. Podem ser feitos exames de ultrassonografia, raio x ou ressonância magnética. Entretanto, o exame físico continua sendo o principal para o diagnóstico da tendinite.

Tipos de tendinite

A tendinite pode ser dividida em quatro tipos, podendo variar de acordo com a região do tendão que é afetado: entesite, que afeta a centralidade do tendão; tenossinovite, que é uma inflamação na bainha do tendão; peritendinite, inflamação na região da conexão do músculo; tendinite ossificante, quando cristais de cálcio solidificam-se dentro do tendão.

Todavia existem variações bem comuns dentro da tendinite, conhecidas popularmente como tendinite no pé e na mão, no joelho, quadril, ombro, nos pés e no calcanhar de aquiles.

Diante dessa variedade, quais seriam os tratamentos para tendinite adequados? 

Tratamento para tendinite

O repouso segue sendo o tratamento mais adequado para a melhora. A inflamação pode originar-se do esforço por algum movimento, bem como o esforço do sistema imunitário para combater e eliminar infecções. Por isso, é importante que se dê um tempo para o corpo.

Uma alternativa é evitar, ao máximo possível, o uso do tendão afetado, em média de 3 a 5 dias de descanso, e repouso é necessário para uma recuperação eficaz. Tome chás, como de gengibre e erva doce, que auxiliam na redução da inflamação. Prevenir é importante para que a situação não retorne, alongando o corpo antes das atividades, não carregando peso em excesso, fortalecendo seus músculos, tendões e ossos.

O uso de anti-inflamatórios pode ser uma boa alternativa quando prescritos por um médico. Compressas de gelo ajudam na redução da dor e dos inchaços. A cirurgia pode ser uma escolha no caso de tendinites graves. E, por fim, a fisioterapia ajuda na prevenção, movimentação das articulações e no cessamento das inflamações.

Importância da consulta com o profissional adequando para o tratamento da tendinite

Somente um profissional médico, ortopedista ou fisioterapeuta poderá dar o diagnóstico completo e o tratamento adequado ao paciente com tendinite. Por isso, é importante que o paciente não se automedique nem se autodiagnostique. Na consulta com o médico, todos os sintomas devem ser relatados e todas as questões que o médico fizer respondidas adequadamente. 

O tratamento para a tendinite é tranquilo, sendo o repouso essencial nesse processo. É o momento de parear um pouco com as atividades e cuide de você!

Interessou-se pelo nosso conteúdo? Quer acessar mais conteúdos sobre saúde? Então, aproveite para conhecer algumas doenças tratadas pelo reumatologista. Até a próxima!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up