Saúde da Mulher

Descubra a importância do check-up ginecológico!

fevereiro 5, 2019
Tempo de leitura 6 min

O diagnóstico precoce é a melhor forma de garantir a cura da maioria das doenças. E isso não é nenhuma novidade, não é mesmo? Dessa forma, é fundamental realizar exames preventivos regularmente, como no caso do check-up ginecológico.

Ele é indicado para diagnosticar diversos problemas de saúde. Entre eles, doenças bastante recorrentes, como o câncer de mama e o de colo do útero, que são responsáveis pela morte de milhares de mulheres todos os anos.

No entanto, o primeiro passo para a prevenção é a informação. Por isso, neste post vamos mostrar a importância do check-up ginecológico e quais exames devem ser realizados. Continue a leitura para saber quando procurar um médico!

O que é o check-up ginecológico?

Trata-se de um conjunto de exames ginecológicos feitos para garantir a saúde e o bem-estar da mulher. O check-up é recomendado pelo ginecologista para diagnosticar diversas doenças ou alterações fisiológicas.

Além disso, permite o entendimento de sintomas como dores, sangramentos, corrimentos, dor pélvica e qualquer outro desconforto relacionado ao sistema reprodutor feminino. Para tanto, são realizados exames diversos de imagem, clínicos e laboratoriais.

Quais são os exames realizados?

O tipo e a quantidade de exames realizados no check-up ginecológico vai depender bastante da idade, do histórico e da condição física da mulher. O médico deve analisar, por exemplo, a atividade sexual, o ciclo menstrual, entre outros fatores. De qualquer modo, listamos os principais a seguir.

Ultrassonografia pélvica

É um exame de imagem em que um transdutor é colocado na barriga ou dentro da vagina (ultrassom transvaginal). Ele fornece imagens detalhadas do sistema reprodutor feminino, sendo usado para detectar doenças como a endometriose e ovários policísticos.

Papanicolau

O ginecologista faz uma pequena raspagem do útero, cujas células coletadas são analisadas em laboratório. Dá para investigar anomalias na vagina e no útero, que podem indicar câncer e outros problemas.

Rastreamento infeccioso

Trata-se de um exame de sangue no qual são testadas diversas doenças infecciosas. Entre elas, a candidíase, o HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Colposcopia

Nesse exame, o ginecologista aplica uma substância que permite visualizar melhor os tecidos do útero e da vagina. Assim, pode identificar alterações que indicam tumores e infecções.

Histerossalpingografia

Consiste em um raio-x com contraste usado para observar as estruturas das trompas e do colo do útero. É recomendado, principalmente, para detectar casos de infertilidade e infecções.

Densitometria óssea

É um tipo de raio-x mais moderno, usado para medir a densidade mineral dos ossos. Desta forma, é recomendada para o diagnóstico precoce da osteopenia (perda de massa óssea) e da osteoporose.

Mamografia

É o exame de imagem utilizado para detectar anomalias na mama, que podem indicar a formação de tumores. Por isso, a mamografia é a maior aliada no diagnóstico precoce do câncer de mama.

O médico também pode indicar outros exames complementares, dependo da idade e do estado de saúde da mulher, como:

  • ecocardiograma;

  • fezes e urina;

  • teste de glicemia;

  • colesterol total;

  • entre outros.

Quando é necessário fazer esse check up?

O check-up ginecológico deve ser feito por mulheres de todas as idades, a partir da primeira menstruação. Ainda na adolescência ele é importante para investigar problemas relativos ao período menstrual, além de encontrar soluções relacionadas aos efeitos colaterais da menstruação e ao uso de anticoncepcionais.

São pedidos apenas alguns exames, principalmente quando as adolescentes são virgens. Nesse caso, são usados aparelhos especiais, que não provocam a ruptura do hímen. Além disso, a conversa com o ginecologista ajuda a tirar dúvidas e preparar melhor as jovens para a vida sexual.

Já na idade adulta, principalmente depois de sexualmente ativa, a mulher deve realizar o check-up ginecológico uma vez ao ano. Respeitar esse período é importante, tendo em vista que é um tempo suficiente para diagnosticar um problema logo no início. O médico vai solicitar os exames mais adequados para cada caso, sendo comuns o papanicolau, a ultrassonografia pélvica e transvaginal e a colposcopia.

Após os 40 anos, o médico também pode indicar a mamografia e a densitometria óssea, tendo em vista que a osteoporose e o câncer de mama são mais incidentes nessa faixa etária. Quando há histórico dessas doenças na família, esses exames podem ser solicitados já a partir dos 35 anos.

Em mulheres acima dos 50 anos, principalmente aquelas no período pós menopausa ou que já apresentam algum problema de saúde, como a osteoporose ou câncer, ou ainda para pacientes com HIV, o período entre os check-ups pode ser menor. O médico pode pedir os exames a cada 6 meses, para realizar o acompanhamento.

Por que é tão importante realizá-lo?

O ginecologista deve ser procurado sempre que a mulher perceber alguma alteração física. É o caso de caroços e irregularidades no exame de toque das mamas. No entanto, muitas vezes, esses sinais só aparecem quando a doença já está muito avançada.

Assim, o check-up ginecológico é fundamental para que essas doenças sejam diagnosticadas quanto antes. Nos estágios iniciais, as chances de cura do câncer de mama aumentam em cerca de 90%. A osteoporose pode ser controlada por meio da suplementação de cálcio e com outras medicações.

Já as infecções, como a provocada pelo vírus HPV, podem ser tratadas antes de espalharem para outras partes do corpo ou prejudicarem os órgãos afetados. Muitas delas, se não forem detectadas a tempo, podem causar esterilidade. No caso do HIV, ele pode ter sua sorologia reduzida, ou seja, ter a quantidade diminuída no sangue, evitando-se a evolução da Aids.

De fato, o check-up é uma forma de avaliar a saúde da mulher como um todo, de modo sistêmico. Assim, é possível tratar as doenças antes que elas se tornem um problema mais grave ou não tenham cura.

Portanto, não deixe de procurar um ginecologista de confiança para realizar o check-up ginecológico todos os anos. É muito mais eficiente tratar as doenças quando são diagnosticadas logo cedo. Porém, mais do que isso, é bem melhor saber que está tudo bem com a saúde!

Gostou de saber como é o check-up ginecológico? Quer conferir mais posts como este? Então, leia também como se preparar melhor para a consulta com o ginecologista!​

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up