Saúde do Homem

Conheça os principais problemas na tireoide e saiba como tratá-los

dezembro 13, 2018
Tempo de leitura 4 min

A tireoide é uma glândula endócrina importantíssima localizada na parte mais baixa do pescoço, perto das cordas vocais. Essa glândula produz dois hormônios que são responsáveis por controlar vários processos metabólicos do corpo humano, ou seja, as reações necessárias para assegurar todos os processos bioquímicos do organismo — por isso ela é tão importante.

Os problemas na tireoide surgem quando um dos hormônios produzidos por ela (triiodotironina e tiroxina) está desregulado. Infelizmente, os distúrbios da glândula são bastante comuns e muitas pessoas sofrem com essas condições.

Se você deseja saber mais sobre os distúrbios causados pela alteração da tireoide, então, continue com a leitura!

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo é o distúrbio caracterizado pela produção excessiva dos hormônios tireoidianos. O metabolismo do indivíduo com hipertireoidismo fica muito mais acelerado que o normal, o que causa alguns sintomas, como:

  • insônia;
  • bócio;
  • aumento da frequência cardíaca e taquicardias;
  • nervosismo e irritação;
  • perda de peso resultante da queima de músculos;
  • tremores;
  • proptose ocular (olhos esbugalhados);
  • intolerância ao calor e sudorese abundante;
  • ansiedade;
  • coceira generalizada.

O hipertireoidismo também pode ser uma consequência de outras doenças, por exemplo, a Doença de Chagas, uma condição hereditária caracterizada pela presença de um tipo de anticorpo que estimula a superprodução dos hormônios da tireoide.

Hipotireoidismo

Esse distúrbio da tireoide é totalmente o contrário do hipertireoidismo. No hipotireoidismo, existe uma baixa — ou nenhuma  produção de hormônio. O metabolismo desacelera consideravelmente, o que deixa a pessoa mais lenta e apática. Confira alguns sintomas do hipotireoidismo:

  • cansaço, fraqueza e depressão;
  • falta de iniciativa;
  • pele seca e unhas fracas;
  • voz mais grave;
  • prisão de ventre;
  • diminuição da frequência cardíaca;
  • diminuição do apetite;
  • perda da libido;
  • intolerância ao frio;
  • sonolência.

A Tireoidite de Hashimoto é uma doença autoimune que produz anticorpos que provocam a redução da produção dos hormônios, o que causa o hipotireoidismo. No entanto, essa disfunção também pode acontecer por falta de iodo na dieta.

Nódulos na tireoide

A maioria dos nódulos formados no tecido da tireoide é benigna, mas isso não significa que eles não causam problemas. Esses nódulos podem estimular a produção dos hormônios tireoidianos, causando o hipertireoidismo.

Também há casos em que os nódulos crescem tanto a ponto de aumentar o volume da região do pescoço, formando os famosos bócios.

Como já foi dito acima, a maioria dos nódulos é benigna, mas também existem os nódulos malignos, que causam o câncer de tireoide. Esse tipo de câncer felizmente não é muito comum, entretanto, seus sintomas são muito discretos e o paciente só percebe que está com algum problema quando a doença já chegou a um estágio avançado.

Tratamento para os problemas da tireoide

O tratamento para o hipotireoidismo, na maioria dos casos, é feito por meio da reposição hormonal medicamentosa. Como essa doença raramente regride, o tratamento deve ser feito por toda a vida. A boa notícia é que os resultados do uso da reposição hormonal são muito satisfatórios e os sintomas são eliminados em sua maioria.

O hipertireoidismo também pode ser tratado de forma medicamentosa, mas existem os tratamentos com iodo radioativo e a opção da intervenção cirúrgica.

Já os nódulos devem ser todos retirados, principalmente se causam disfunção da tireoide.

Vale lembrar que se o paciente faz o tratamento para hipertireoidismo e hipotireoidismo por meio do medicamento, ele precisa visitar o médico frequentemente para regular a dosagem do remédio. O nível de produção dos hormônios pode variar conforme o passar dos anos, por isso, é tão importante fazer exames de sangue com frequência.

Se você acha que tem problemas na tireoide, procure o médico imediatamente! Os sintomas são totalmente tratáveis e, quanto mais o paciente demora para procurar ajuda médica, maiores são os riscos de a doença evoluir para algo mais grave.

Gostou do texto? Então, siga-nos nas redes sociais e não perca nenhuma de nossas postagens. Nós estamos presentes no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Você também pode gostar

1 comentário

  • Avatar
    Responder sirglio frei outubro 3, 2019 at 2:22 am

    Oh my goodness! a tremendous article dude. Thank you However I am experiencing subject with ur rss . Don’t know why Unable to subscribe to it. Is there anyone getting an identical rss drawback? Anyone who is aware of kindly respond. Thnkx

  • Deixe um comentário

    Scroll Up