Saúde do Homem

Conheça 5 sintomas da pressão alta

agosto 27, 2019
Tempo de leitura 6 min

A hipertensão, também conhecida popularmente como pressão alta, é uma doença muito prevalente entre os brasileiros, visto que chega a atingir quase 25% de toda a população. Essa é uma doença silenciosa, o que significa que, na maioria das vezes, não dá sintomas ou sinais para quem a está desenvolvendo.

Normalmente, descobre-se a pressão alta em uma consulta de rotina, quando o médico afere a pressão arterial. Valores pressóricos acima de 140×90 mmHg, aferidos em dois momentos, já são o bastante para considerar uma pessoa hipertensa.

Neste artigo, explicaremos o que é a hipertensão arterial e as suas principais causas, quais são os sintomas de pressão alta que podem sugerir a presença da doença e porque deve-se realizar o tratamento e acompanhamento com médico geriatra. Confira!

O que é a pressão alta?

O sangue é responsável por levar oxigênio e nutrientes para todas as células do corpo. Para tanto, ele deve ser bombeado e correr pelas artérias e suas ramificações e, na volta, passar pelas veias para retornar ao coração. Dessa forma, os músculos do coração exercem uma força e, em contrapartida, os vasos oferecem resistência, e é o somatório dessas forças que determina a pressão arterial.

A pressão é necessária para oferecer a correta distribuição do sangue no corpo. Pressões muito baixas, por exemplo, podem deixar falta sangue no cérebro, causando desmaios. Já as pressões muito altas, embora nem sempre tenham sintomas, determinam um sério quadro para o organismo.

Isso acontece porque o sangue passa com bastante força nos vasos e, assim, força as suas paredes, o que pode causar aneurismas (bolsas de tecido mais delgado nos vasos) e até rompimentos, o que pode causar um AVE, acidente vascular encefálico. Essa condição também deixa o corpo mais propenso a infartos, problemas renais e outros.

Quais são as suas causas?

Tabagismo

O cigarro é cheio de componentes prejudiciais a saúde. Além de ter agentes cancerígenos, a fumaça tragada para dentro dos pulmões é capaz de liberar radicais livres, substâncias que agem destruindo e envelhecendo as células do corpo. Assim, os fumantes têm um envelhecimento precoce de estruturas importantes, como a carótida, principal artéria do pescoço, e outros vasos, prejudicando a circulação.

Além disso, sabe-se que a cada tragada, devido aos compostos do cigarro, a pressão sobe momentaneamente. Para pessoas que fumam durante grande parte de seus dias, isso pode se tornar um verdadeiro problema.

Sedentarismo

O estilo de vida sedentário é um grande fator de risco para a hipertensão. Isso porque ele provoca alterações vasculares, deixando os vasos mais rígidos, e isso prejudica a sua adaptação a diferentes valores de pressão arterial.

Além disso, pessoas sedentárias estão frequentemente acima do peso e tem um pior perfil de colesterol. O colesterol é um grande vilão nesse processo, visto que se acumula nas paredes das artérias deixando-as inflexíveis e diminuindo o espaço para o sangue circular, o que também aumenta a pressão.

Alimentação

O sal é um ponto fundamental no balanço da pressão arterial. Pessoas que abusam do sal na alimentação tem uma tendência a reter água. Essa é uma forma do organismo tentar compensar o excesso de sal introduzido por meio da alimentação.

No entanto, os vasos continuam com o mesmo calibre, enquanto o volume sanguíneo aumenta. Isso determina uma pressão arterial mais alta. É por esse motivo que a dieta para evitar a hipertensão arterial e para pessoas hipertensas é com o mínimo de sal e isenta de produtos industrializados, visto que esses normalmente tem teor elevado de sal e outros componentes prejudiciais a saúde.

Hereditariedade

Atualmente, sabe-se que o desenvolvimento da pressão arterial está ligado a alguns fatores que não podem ser controlados, como os genes. Estima-se que pessoas que tem pais com pressão arterial acima do ideal tem mais chances de desenvolvê-la.

No entanto, os fatores externos, como alimentação, tabagismo e estilo de vida, tem grande influência sobre a hereditariedade. Um indivíduo com os genes para hipertensão arterial pode, por exemplo, postergar o aparecimento da doença ao ter uma vida saudável.

Quais sintomas de pressão alta podem surgir?

1. Dor de cabeça

A dor de cabeça pode ser um indicativo de que a pressão está alta, principalmente em pessoas que não tem o costume de apresentar esse sintoma.

2. Zumbido no ouvido

Incômodos no ouvido, como barulhos e zumbidos, podem surgir quando a pressão está muito alta.

3. Falta de ar

A pressão muito alta desencadeia diversos mecanismos de compensação no organismo. Assim, pode surgir falta de ar e sensação de dor no peito.

4. Visão dupla ou embaçada

Como o sangue está circulando em alta pressão pode haver comprometimento de sua distribuição, principalmente no sistema circulatório cerebral que tem vasos muito delicados. Assim, podem surgir sintomas como a visão dupla ou embaçada.

5. Tonturas

Tonturas podem surgir pelo mesmo motivo anterior, visto que a circulação rápida do sangue pode comprometer a distribuição de oxigênio. Assim, a consciência e o equilíbrio são prejudicados.

É importante ter em mente que esses sintomas não são exclusivos da hipertensão arterial e, em muitos casos, não aparecem em pessoas que estão com a sua pressão alta. Os sintomas e sinais costumam aparecer quando os níveis pressóricos estão extremamente altos, o que configura um perigo para a saúde.

Dessa forma, ao sentir algum desconforto ou suspeitas de pressão alta com os sintomas citados, deve-se procurar um médico para diagnosticar e tratar a condição o mais precocemente possível.

Porque deve-se tratar a pressão alta?

A pressão alta é muito prevalente na população por ser uma doença silenciosa. Assim, descobre-se em consultas de rotina ou quando os níveis pressóricos estão muito altos, causando sintomas.

O problema é que, em decorrência da hipertensão arterial, o indivíduo pode desenvolver outras condições graves, como problemas renais e oculares. Além disso, eventos agudos como o AVE e o infarto também são muito prevalentes em pessoas hipertensas.

Gostou de conhecer os sintomas de pressão alta? Para evitar o agravamento do quadro é imprescindível consultar com um médico regularmente e realizar o tratamento correto. Para te ajudar, aproveite para saber quando consultar com um geriatra torna-se indispensável e cuide da sua saúde!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up