Qual a relação entre a alimentação e a saúde bucal? Entenda aqui

Tempo de leitura 6 min

Já é de conhecimento comum que o açúcar pode causar cáries, mas o que muitas pessoas não sabem é que existem alimentos que podem ser prejudiciais e benéficos para a saúde bucal. Além da má higienização, existem comidas que podem trazer problemas para os dentes, provocando doenças e até mesmo a perda do mesmo.

Mas, quais são os alimentos considerados vilões e os aliados de dentes e boca saudáveis? Neste post explicamos a relação entre a alimentação e saúde bucal, e apresentamos dicas de como evitar problemas dentais. Confira.

Quais são os efeitos da alimentação na saúde bucal?

Assim como existem alimentos considerados maléficos para a saúde bucal, há aqueles que ajudam no cuidado com os dentes. Abaixo explicamos um pouco sobre os efeitos que a alimentação pode causar.

Contribuir ou não com a cárie dentária

Apesar de, por muito tempo, a cárie dentária ter sido uma das principais preocupações de dentistas, devido ao aumento do consumo de industrializados, ela não é mais considerada o problema bucal mais perigoso. Não se engane, a ingestão exagerada de doces e refrigerantes pode sim provocar o problema, mas os outros impasses referentes à alimentação são mais frequentes.

Para evitar a cárie dentária, o ideal é diminuir o consumo de açúcar e produtos com grandes quantidades do mesmo, além de sempre escovar os dentes após ingerir alimentos. Outro ponto é manter uma dieta equilibrada com grandes quantidades de alimentos que auxiliam na saúde dental como as gorduras boas.

Doenças periodontais causadas pela falta de nutrientes

As doenças periodontais são infecções que atingem as gengivas e tecidos de sustentação dos dentes, podendo levar a perda dos mesmos. São causadas pela má higiene oral ou pela falta de nutrientes para mantê-los saudáveis.

Com a alimentação rica em comidas industrializadas e grandes quantidades de sódio, o organismo não recebe os nutrientes necessários para manter a saúde bucal. Por isso, acontecem as doenças periodontais como tantas outras como o mau hálito.

Quais são os alimentos que podem prejudicar ou melhorar a saúde bucal? 

A alimentação pode ser uma aliada ou não, como é o caso das substâncias que funcionam como um detergente ao eliminar resíduos de alimentos ou o excesso de açúcar que causa cáries . A seguir, listamos alimentos considerados bons e ruins para a saúde bucal.

Alimentos ruins

  • álcool: o consumo excessivo de álcool aumenta a desidratação bucal. A falta de saliva pode provocar infecções e outros problemas como cáries, periodontite e erosão dentária. Lembre-se que a saliva serve como uma barreira protetora para os dentes;
  • café: o produto pode ser considerado um vilão, mas, com os cuidados certos, é possível evitar problemas. Essa bebida remove o esmalte dos dentes, deixando-os porosos, fazendo com que fiquem amarelados. Para que isso não aconteça, o ideal é evitar o consumo em excesso e sempre escovar os dentes após bebê-lo.
  • refrigerante: esse tipo de bebida é um dos principais vilões da saúde bucal. Por conta das grandes quantidades de açúcar, ele causa a desmineralização do esmalte dental, provocando posteriormente cáries;
  • açúcar: como todos sabem, o principal causador das cáries é o açúcar. Alimentos com grandes quantidades dessa substância provocam a queda do pH do dente, além da desmineralização do esmalte e posteriormente as cáries.

Alimentos bons

  • Gorduras boas: azeite extra virgem, castanhas e abacates são óleos bons que ajudam na saúde bucal. Eles promovem uma barreira oleosa em volta dos dentes, protegendo-os e impedindo cáries; 
  • frutas: pêra, maçã e laranja são considerados alimentos detergentes. Eles eliminam os resíduos de alimentos que ficaram aderidos na superfície dental;
  • alimentos fibrosos: legumes, frutas e verduras são grandes aliados dos dentes. Durante a mastigação e trituração dos alimentos, as impurezas são arrastadas devido ao atrito do alimento com os dentes e aumento de salivação;
  • alimentos ricos em cálcio: esse nutriente é importante para a construção e manutenção dos dentes fortes, sendo capaz de elevar o pH da boca e reduzir a exposição aos ácidos. Ele pode ser encontrado em leites e derivados, couve, peixes e outros;
  • alimentos com vitamina A: essa vitamina é necessária para a reepitelização e ativação da creatina-dental, tecido epitelial e responsável pelo esmalte dos dentes. Pode ser encontrada em vegetais verde-escuros como espinafre, couve e brócolis;
  • alimentos com vitamina B e ferro: auxiliam na saúde das gengivas. Encontrados em lentilhas, feijão, arroz integral e ervilha;
  • alimentos com vitamina C: encontrada em frutas cítricas como kiwi, limão e laranja, protege o tecido das gengivas e auxilia na cicatrização;
  • água: a ingestão de água ajuda a eliminar os detritos, ácidos e açúcares. A água também mantém a cavidade hidratada estimulando a produção de saliva e diminuindo as chances de mau hálito; 
  • alimentos ricos em fibras: cereais, frutas e leguminosas são ricos em fibras que promovem a autolimpeza dos dentes. Além disso, evitam a formação da placa bacteriana, causadora da gengivite e cáries.

Quais são os principais cuidados que devem ser tomados? 

Agora que já sabe os principais alimentos que devem ser evitados para manter a saúde bucal, existem alguns cuidados que você pode auxiliar. 

Controlar a frequência da ingestão de alimentos doces

Como mencionamos, a ingestão de açúcares é a principal causadora de cáries nos dentes. Mas, não é necessário eliminá-los completamente, pois o ideal é diminuir a frequência da ingestão e sempre lembrar de escovar os dentes após consumi-los. Outro ponto importante é manter uma dieta equilibrada para ajudar a deixar a boca e os dentes saudáveis.

Escovar os dentes ao menos 3 vezes ao dia

A escovação é a principal maneira de limpar os dentes, por isso ela é indicada ao menos 3 vezes ao dia. Esse procedimento também é recomendado após a ingestão de certos alimentos, como o café e açúcar. Porém, isso não quer dizer escovar 20 vezes ao dia, já que o excesso de escovação pode prejudicar o esmalte dos dentes.

Como deu para perceber, a alimentação pode ajudar ou prejudicar a saúde bucal. Não é necessário cortar nenhum tipo de alimento para ter a boca e os dentes saudáveis, mas é recomendado manter uma dieta equilibrada, evitando excessos e diminuindo a frequência de consumo de industrializados e açúcares. Assim, a alimentação e saúde bucal conseguem ter uma relação harmoniosa.

E aí, o que achou de saber mais sobre esse assunto? As informações foram úteis? Aproveite e entre em contato conosco para que possamos encontrar a melhor solução para você.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up