Dieta e Nutrição

Afinal, como diminuir os gastos com medicamentos?

dezembro 3, 2018
Tempo de leitura 3 min

A compra de remédios todos os meses pode pesar no orçamento familiar, principalmente na terceira idade. Nessa fase, a presença de doenças concomitantes (ou seja, aquelas que coexistem ou sucedem outras) e associadas ao envelhecimento pode elevar bastante os gastos com medicamentos.

Por isso, segundo o Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Continuada (IFEPEC), cerca de 97% dos consumidores consideram o preço um fator determinante ao comprar esses produtos. De fato, a diferença de uma farmácia para outra e entre os laboratórios costuma ser muito grande.

Assim, neste post separamos algumas dicas para você reduzir os gastos com medicamentos. Continue a leitura e veja como adotar essas medidas na sua casa!

Pesquise e compare preços

Se você compra sempre na mesma farmácia, dificilmente vai perceber uma variação de preços muito grande. No entanto, basta comparar o valor dos remédios entre duas concorrentes para perceber a diferença, que pode passar de 500%.

Dessa forma, o melhor é pesquisar bem antes de comprar, por telefone ou pessoalmente. Uma boa alternativa é procurar na internet, onde muitos medicamentos são mais baratos. Se precisar com urgência, mencione que encontrou um preço mais baixo e peça descontos na farmácia.

Dê preferência aos genéricos

Os remédios genéricos têm a mesma fórmula e eficácia em relação aos de marca. Porém, são mais baratos devido a perda de patente dos originais. Ou seja, por que pagar mais caro apenas pelo nome do medicamento?

Por sinal, os médicos já são obrigados por lei a prescrever genéricos. Daí, é só chegar nas farmácias com a receita e comparar os preços entre elas. Ainda que o farmacêutico e balconista ofereçam o produto de um laboratório, pergunte se existe outro mais em conta.

Cadastre-se no Farmácia Popular

Muitos idosos e até pessoas mais novas têm doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, precisando tomar remédios a vida toda. Isso só serve para elevar os gastos com medicamentos e os preços desses produtos na farmácia.

Uma boa alternativa é o Farmácia Popular, que disponibiliza diversos medicamentos de uso contínuo ou considerados essenciais por um valor até 95% mais em conta. Basta fazer o cadastro para adquirir os produtos na drogaria mais próxima que tenha o convênio com o programa.

Participe de programas de fidelidade

Com a grande concorrência entre os laboratórios farmacêuticos, eles passaram a procurar diversas formas de atrair e manter os pacientes. Uma delas são os programas de fidelidade, com os quais se pode obter bons descontos.

Cada um deles costuma ter um funcionamento próprio mas, no geral, basta se cadastrar numa plataforma, retirar um cupom e levar até uma farmácia credenciada. Algumas ainda oferecem pontuação, que pode ser acumulada e usada para a aquisição de produtos, convênios com médicos e hospitais, entre outras vantagens.

Enfim, reduzir os gastos com medicamentos pode exigir certa dedicação. No entanto, pode valer muito a pena, tendo em vista o grande impacto que eles geram no orçamento familiar. Vale lembrar que é fundamental ter sempre a receita médica e não fazer a automedicação.

Gostou de saber como reduzir gastos com medicamentos? Então, compartilhe o post nas redes sociais, pois essas dicas podem ser úteis para outras pessoas!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up